Notícias

Quando terá sido inventada a roda?

Hoje, no século 21, alguém precisaria continuar querendo inventar rodas?

Em 07/03/2009 às 01h47 - Atualizado em 07/03/2009 às 01h50

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Esta introdução se faz necessária para que possamos compreender que a proposta da Pastoral do Dízimo da Paróquia São Paulo tem fundamento:
Adotamos o estudo do "documento 8, da CNBB, da XIII e XIV Assembléia Geral (Itaici, 1973 e 1974)".

E é oportuno recordar uma pequena parte deste documento:
"Do ângulo da pastoral, o problema do dízimo não se coloca simplesmente a partir de sua possível rentabilidade econômica ou exiquibilidade prática. Seria simplesmente camuflar, sob o título "pastoral", um critério meramente econômico e técnico. É evidente que é também pastoral a preocupação de busca de meios financeiros para a manutenção dos serviços da comunidade cristã. Mas essa preocupação só será realmente pastoral à medida que incluir outros critérios que a coloquem dentro de todo o sentido da ação da Igreja no mundo, como comunidade, sinal de salvação".

Vivemos sim, um tempo extremamente complexo. É verdade.

Mas também seria necessário que parássemos um pouco com tanta correria e olhássemos também para a nossa história, tão rica de conteúdo, e talvez assim não estivéssemos vivendo um período de "Igrejas de Espetáculo".

Jesus não voou! Ele não era um Super Homem.

Como diz, com muita propriedade, o nosso querido Padre Paulo Roberto:
"não podemos ser vítimas de hollywood".

Nossa cidade tem carências. Nosso país mais ainda.

Se vamos copiar alguma coisa, então vamos aprender a escolher:
- primeiros cristãos (aqueles que tinham tudo em comum);
- CNBB (precisa ser ignorante para não reconhecer o que ela representa para o nosso país, com os devidos respeitos, aos ignorantes);
- doc de Aparecida (é a V Conferência Episcopal/Am Latina e Caribe).

E voltando ao princípio, é fundamental destacar que para a CNBB,
dízimo é uma questão de consciência e não uma relação matemática.
Deus não está à venda!

Ele quer bem mais que nosso dinheiro: ele quer o nosso coração!

Hélio José Ribeiro Faria
Coordenador de CPP (Pastorais) da Paróquia São Paulo
Membro do Conselho de Leigos da Diocese de Leopoldina



Envie seu comentário







Código de confirmação

Fotos

Rua Dr Afonso Canedo, 47 Muriaé - MG, 36880-000 - 32 3722-2363 | Todos os direitos reservados a Paroquia São Paulo

Todos os direitos reservados a