Pe. Átila Latini Ribeiro

Em 10/10/2018 às 07:51h - Atualizado em 10/10/2018 às 08:00h

SOMOS TODOS MISSIONÁRIOS

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Conheça o autor
"Devo anunciar a Boa Notícia do Reino de Deus (...) porque para isso é que fui enviado" (Lc 4,43). É assim que Jesus define e resume toda sua missão. "Andar de cidade em cidade a proclamar, sobretudo aos mais pobres, e muitas vezes os mais bem dispostos para o acolher, o alegre anúncio da realização das promessas e da aliança feitas por Deus, tal é a missão para a qual Jesus declara ter sido enviado pelo Pai" (Evangeli Nuntiandi 6). Lendo os Evangelhos, vamos logo perceber que realmente Jesus fez dessa missão que recebeu do Pai a razão do seu viver. Ele anunciava incansavelmente a Boa Nova do Pai, através de suas palavras, de sinais e principalmente de suas atitudes. Essas atitudes de Jesus falavam mais alto que qualquer palavra. Eram atitudes de acolhimento de pecadores. Ele sentava à mesa com eles, não julgava, nem condenava. Jesus era o que ia ao encontro de todo aquele que estava em necessidade. Quando chegou a hora de Jesus voltar para junto do Pai, Ele fez questão de recomendar aos seus discípulos que fossem anunciar. Jesus deu uma ordem para que o Reino de Deus fosse levado a todos. Penso que Jesus não queria que seus discípulos ficassem parados, acomodados. Ele desejou que saíssem para espalhar a todos a Grande Notícia que Ele mesmo nos trouxe, qual seja: Deus é nosso Pai, nos ama e quer nos salvar, dando-nos uma vida plena, uma vida de felicidade e alegria. Por isso, praticamente as últimas palavras de Jesus aos seus discípulos são: "Vão pelo mundo inteiro e anunciem a Boa Notícia para toda a humanidade" (Mc 16,15). E assim os primeiros discípulos fizeram. O finalzinho do Evangelho de Marcos nos diz que "os discípulos saíram e pregaram por toda a parte..." (Mc 16,20). Hoje, nós somos os discípulos e discípulas de Jesus, e a mesma ordem que Ele deu aos primeiros discípulos, Ele nos dá agora. Vão e anunciem. O documento da Conferência de Puebla (1979) nos diz, no número 348: "A missão evangelizadora é de todo o povo de Deus. Esta é sua vocação primordial, a sua identidade mais profunda. E a sua felicidade. O povo de Deus com todos os seus membros, instituições e planos existe para evangelizar". Não podemos ficar pensando que esta tarefa de ser missionário (a) é somente do padre ou da freira, ou ainda somente daquelas pessoas que estão mais 'dentro' da Igreja. Todos os batizados (as) que se sentem comprometidos (as) com Deus devem obedecer ao pedido-ensinamento de Jesus: ir evangelizar. Somos todos convidados (as) a exercer essa missão de anunciar a todos a Boa Notícia do Evangelho de Jesus Cristo. Essa mensagem deve primeiramente penetrar o nosso coração, as nossas experiências de vida, nossos ambientes, a fim de caminharmos para uma nova maneira de ser, julgar, viver e conviver (PUE 350). Aqui, em nossa Paróquia, estamos começando a organizar as Missões Populares para o próximo ano. Assim convidamos a todos a exercer o mandato de Jesus de levar a Boa Nova, participando da Missão Popular em breve. Será uma oportunidade de, primeiramente, dar testemunho de sua fé em atitudes, para depois irem ao encontro dos outros com uma mensagem de esperança, alegria, confiança e amor. É importantíssimo que nós, ao irmos aos outros, não nos comportemos como aqueles que são donos da verdade, mas, ao contrário, nos apresentemos sem preconceitos, abertos e acolhedores. Devemos sempre ter como modelo a ser seguido o próprio Jesus. Ele que é manso e humilde de coração, que não veio julgar mas salvar, Ele que tem compaixão e que perdoa, Ele que veio nos dar a Vida. Que todos nós possamos dizer como São Paulo: "Anunciar o Evangelho não é título de Glória para mim; é uma necessidade que me foi imposta..." (1 Cor 9,16)

Pe. Átila, msc 

Autor: Pe. Átila Latini Ribeiro


Tags relacionadas: Paróquia São Paulo, Pe. Átila Latini, MSC

Fotos

Rua Dr Afonso Canedo, 47 Muriaé - MG, 36880-000 - 32 3722-2363 | Todos os direitos reservados a Paroquia São Paulo

Todos os direitos reservados a