Padre Cícero Machado

Em 05/11/2014 às 07:34h - Atualizado em 05/11/2014 às 07:44h

Dê a Cesar o que é de Cesar: Mostre ao mal a sua maldade

Baseado no texto de Mt 22,15 a 21

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Conheça o autor

Que conversa atravessada é essa dos discípulos dos fariseus junto com alguns do partido de Herodes que armam um plano para pegar Jesus em alguma palavra. A questão colocada a Jesus é a seguinte: "É licito ou não pagar impostos a César?" (Mt 22,17)

Impressionante que chegam fazendo elogios a Jesus. O que já é de se estranhar. Não eram esses mesmos que há pouco estavam chamando Jesus de Belzebu? E agora vem fazendo elogios... Eles chegam dizendo: "Tu és verdadeiro. Ensinas o caminho de Deus. Não te deixas influenciar pela opinião dos outros. Não julgas pelas aparências..." Agora você imagina: Uma pessoa detesta a outra. Vive falando mal dela. E do nada começa a fazer elogios... Claro que vai transparecer certa falsidade. E não deu outra com Jesus. Jesus no ato percebeu a dissimulação e a hipocrisia.

Não sei se vocês já perceberam que Jesus não se mete em conversa atravessada... Ele não da trela. Ele mata a conversa com poucas palavras. Ele já acaba ali com a conversa. Ainda mais quando ele percebe que a coisa é uma armadilha.

Isso a gente já viu algumas vezes. Por exemplo: quando estes próprios fariseus chegam arrastando uma mulher pega em adultério. (Depois de talvez terem usado a mulher já que ela era mulher pública). "E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério" (João 8,3).  Atiram a mulher aos pés de Jesus para que ele a condenasse. E Jesus continua escrevendo no chão. Querem apedrejar a mulher. Ele acaba com o assunto com exatamente nove Palavras: "Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra". Acabou o assunto!

Outros textos vão mostrar a perspicácia das respostas de Cristo (Marcos 2, 24); (Marcos 2,27); (Lucas 4,9);  (Lc 4, 12-13).

E com essa história de pagar impostos Jesus pega esse pessoal na sua própria maldade. Porque quem faz o mal e vive maquinando o mal com dissimulações acaba por ser vítima na própria maldade.

Eu digo a vocês: Não precisa lutar contra a maldade. Ela se acaba em si mesma. A pessoa que é má, e vai guardando e maquinando o mal, aquilo vai gerando tanta coisa ruim na própria pessoa... Coisas vão acontecendo de mal na pessoa que vive fazendo o mal. Traz do universo toda a força do mal para cima da própria pessoa e ela se acaba.

Jesus sabia da maldade desse pessoal. Tanto é que ele até "xinga". Se é que a gente possa dizer que Jesus "xinga". Disse deles: Hipócritas (falsos, dissimulados, ordinários), porque percebeu que eles estavam perdidos na maldade deles.

Jesus fez uma pergunta que acabou com eles: "vocês tem aí uma moeda?". Eles jamais poderiam ter respondido que portavam aquela moeda. Assim eles vão se complicando ainda mais. Jesus insiste: "De quem é esta moeda? E de quem é a imagem e inscrição desta moeda? Eles se complicam ainda mais porque dizem: De César!" E esse pessoal é do PARTIDO HERODES. Logicamente eram políticos. Aquela moeda então nunca poderia estar em poder deles. É moeda de impostos, logo, deveria estar nos cofres do império e não nas mãos deles. Aquela moeda era para fazer coisas para o bem comum. É como se Jesus perguntasse: "O que é que vocês estão fazendo com essa moeda no bolso?"

Dentro desta pergunta de Jesus, implicitamente, está uma relação com um texto bíblico que a gente não pode perder de vista. Está nas primeiras páginas da bíblia, é o vigésimo sétimo versículo: E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. (Gênesis 1,27). Enquanto o dinheiro está no bolso do político a imagem de Deus vai sendo desfigurada.

Temos visto crianças, mulheres, idosos, jovens... Todos desfigurados pelas guerras. Pessoas errantes no deserto a fugir da fome. Do desabrigo. Viram suas casas e as ruas onde brincavam as suas crianças totalmente destruídas. Porque os impostos que são pagos para dar segurança, comida, remédio, abrigo as pessoas, são usados para a torpe ganância ou infamemente para construir bombas e tanques de guerras e balas de metralhadoras para se voltar contra a própria pessoa humana que paga o imposto aos "Césares" da vida.

Jesus não admite que a pessoa humana seja desfigurada.

Vamos chegar mais para o que acontece aqui bem perto de nós.

Muriaé é um acidade quente. (Alias para chegar a quente ela ainda tem de esfriar um pouquinho!) Como é que Deus cria uma cidade tão quente? Tá certo Deus criar uma cidade assim? Então Deus está errado? Não. Deus criou uma cidade quente graças a Deus! Mas colocou um rio largo que atravessa a cidade inteira. Olha só que maravilha! Deus é fantástico. Um rio de águas frescas que o sol não consegue esquentar por mais forte que esteja. Podíamos hoje mergulhar no Rio Muriaé. Passar um domingo fantástico nas suas águas frescas. Para bebermos na fonte de águas frescas. Os mais antigos dizem que tinha uma cachoeira no Bairro do Rosário. Acabaram com a cachoeira. E se alguém for mergulhar neste rio Muriaé agora, pode correr o risco de contrair uma doença e até morrer. Este Rio já vem apodrecendo desde lá onde ele nasceu. Cortando muitas cidades e a cada cidade apodrecendo mais ainda.

Sabemos que a África vem sendo devastada pela AIDS. Mas também sabemos que o dinheiro gasto para manter soldados e construir seus tanques de guerra daria para cuidar da imagem de Deus que vive doente e morrendo com a dor do vírus HIV. Sabemos que a AIDS já pode ser considerada como uma doença crônica. Bastava que os países não se preocupassem tanto em matar a imagem de Deus, mas dar remédios a ela e trazer a vida através dos impostos usados em favor da morte e não da vida.

Pagar imposto é um dever cívico. Senão o lixo vai ficar na porta. Não vai ter água na torneira. Não vai ter hospitais, nem escolas, nem nada.

O que não pode acontecer é o politico que coloca o dinheiro do estado no bolso e deixa as pessoas morrerem de fome. Crianças magras. Mulheres com sem leite para dar aos seus filhos... Nem vou falar de lixo... De escola... De rios... Quero falar da fome.

Quem já passou fome sabe o quanto é ruim. Passar fome é terrível. Mas porque falta comida? Porque os políticos estão colocando no bolso o dinheiro que era para favorecer o poder aquisitivo para comprar comida.

Está certo dar o imposto. Mas os políticos não podem colocar o dinheiro no bolso. Nem foi Cesar quem colocou o dinheiro no bolso, foram os políticos do partido de Herodes que apareceram com dinheiro do cofre no bolso.

Na história da humanidade são poucos ou quase inexistentes governos que não tenham se perdido na corrupção dos impostos.

Entre estes poucos, a bíblia nos conta a história de Ciro, o imperador da Pérsia. Não era religioso. Mas ao dominar a Babilônia, libertou o povo de Deus que jaz escravo na Babilônia por 50 anos. Disse Deus: "Eu, na minha justiça, suscitei a Ciro e todos os seus caminhos endireitarei; ele edificará a minha cidade e libertará os meus exilados, não por preço nem por presentes diz o Senhor dos Exércitos" (Is 44,28; 45,1-7,13).

Ciro II teve a suprema honra de ser chamado por Deus de seu pastor. Embora, Ciro, ainda não tivesse um conhecimento do Deus de Israel. 

Hoje a gente vê políticos desfilando nos grandes santuários a carro aberto. Eles se dirigem aos pés da cruz para pedirem favores a Deus com os bolsos cheios de moedas dos cofres do Estado e com o coração cheio de infames para armar ciladas contra o povo de Deus. Há que Jesus lhes dizer: Vai primeiro dar a Deus o que é de Deus depois volte para rezar...

Quem tira do povo para colocar no bolso não vai conseguir dar a Deus o que é de Deus.

Deus quer que usemos os bens que ele nos deu. E que a gente pague os impostos. E que não venha nenhum hipócrita para levar os impostos da gente e fazer essa arruaça de dor e sofrimento para o povo. Que venha com mentiras para ludibriar.

Saiba que sua vida é de Deus. Deus nos quer felizes. Vivendo fé com esperança, e praticando a caridade.

Isso é que é dar a Cesar o que é de Cesar e dar a Deus o que é de Deus: a paz e a felicidade por todas as nações e por todos os povos imagem de Deus criados a sua semelhança. Que seja assim dentre vós. 

Autor: Padre Cícero Machado


Fotos

Rua Dr Afonso Canedo, 47 Muriaé - MG, 36880-000 - 32 3722-2363 | Todos os direitos reservados a Paroquia São Paulo

Todos os direitos reservados a