Padre Cícero Machado

Em 23/03/2013 às 12:18h

COM O ESPÍRITO FORTE

Baseado na cena das tentações em Lc 4,1-13

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Conheça o autor

É intrigante a perspicácia do demônio ao enfrentar Jesus no deserto. Quem diria que alguém saia para rezar e o diabo justamente aproveite este momento para "Atentar"? Ele espera o momento propício: o texto nos diz que: "... Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias (...) então o diabo disse a Jesus (...)". Esperou os quarenta dias e depois interpelou Jesus. O bicho é esperto! O texto ainda nos diz que depois dos quarenta dias Jesus teve fome, é sintomático que o evangelista destaque o fato de que Jesus tenha sentido fome. Uma vez um senhor me disse que havia passado fome em sua infância e teve de pedir comida aos outros, por isso teve que ouvir muitas vezes alguém lhe arremessar no rosto a seguinte frase: "tá com fome, vai trabalhar...". Ele pensou que estava com tanta fome que não conseguia pensar em trabalhar só conseguia pensar em comida, estava fraco. Quem tem fome só pensa em ter alguma coisa para comer. Olhe bem o que o diabo fez na sua sagacidade: esperou Jesus ficar, com fome e fraco depois  desferiu os seus golpes. Aliás, três golpes que lhe pareciam certeiros, pois tentou acertar em três aspectos fundamentais em que se baseia a vida do homem: Primeiro, o relacionamento com as coisas, Segundo, o relacionamento com as pessoas, terceiro, e o relacionamento com Deus. É Verdade, se pensarmos bem, descobriremos que nossa vida não é nada mais do que isso. Em nossa vida não temos mais nada alem desses relacionamentos que perpassam por tudo o que somos e temos. Daí três investidas que lhe pareciam fatais.

Talvez o que o "coisa ruim" não soubesse é que Jesus estava muito bem preparado para ir para a vida, a carne estava fraca, mas o espírito estava forte: primeiro porque tinha acabado de ser batizado, e o batismo imprime caráter.... Segundo porque estava sendo guiado pelo Espírito e Espírito enche de força.  Terceiro porque conhecia a Palavra e a Palavra é a resposta certa.

É... O diabo pode ter razão! Ele começa mexendo com o nosso relacionamento com as coisas . E ele sabe que o nosso relacionamento com as coisas pode ser mesmo demoníaco:  "Se és filho de Deus mande que esta pedra se transforme em pão..." Resposta: Não só de pão vive o homem... Ah... Quantos homens de nosso tempo só pensam em pão, ou seja, em se empanturrarem de pão e se encher de coisas. Lembro um tempo atrás em que alguns laboratórios fabricaram remédios com unicamente farinha de trigo, o pior que eram remédio de uso contínuo e controlado, do tipo para hipertensos e controle do câncer. Quantas vidas dissipadas... Quanto sofrimento...  O mau relacionamento com as coisas faz com que algumas pessoas se preocupem tanto com a perda delas que se transformem em verdadeiros demônios. Não precisa ir muito longe. Alguns dos que detém o poder roubam descaradamente para se encherem de "coisas", sem se preocupar de que as coisas precisam ser repartidas, pois não só de pão vive o homem, diz a Escritura. Neste momento talvez Jesus esteja se referindo aquela passagem de Gênesis: domine sobre todas as coisas... (Gn 1-2) inclusive o pão. Para aquelas pessoas que ainda não sabem lidar com as coisas aprendam que quem quer ter coisas saiba muito bem quem é que manda em quem... Talvez fosse necessário lembrar que é preciso amar as pessoas e usar as coisas e não o contrário... 

Já que não deu certo ao "ao Carcará Sanguinolento, ao Bicho Ruím" atacar Jesus na sua humanidade no que se refere ao relacionamento com as coisas, quem sabe daria certo atacá-lo em sua humanidade no relacionamento com as pessoas, então disse:  "Se tu te prostrares diante de mim em adoração tudo isso será teu..." Resposta: Só a Deus adorarás e servirás..." Talvez Jesus estivesse lembrando novamente Gênesis que deixa claro a intenção de Deus ao criar a mulher , a mãe de toda a humanidade, do sonho do homem de ter uma companheira, que quer dizer: "aquela com quem se come o pão", e a tirou não debaixo dos pés e sim do lado para que todo homem saiba que a humanidade deve caminhar lado a lado homens e mulheres e não um debaixo dos pés do outro e nem na servidão, mas no serviço mútuo, mãos dadas, à mesma altura. Infeliz do homem que inverte o pensamento de Deus, se transforma num verdadeiro demônio, pisa os outros, fere... Maltrata. Somente ao teu criador que te tirou do pó e te elevou ao alto dobrarás a tua "espinha" já que ele a criou.

Depois de mais uma tentativa frustrada, quem sabe daria certo investir contra o seu relacionamento com Deus: "Se és filho de Deus...". Novamente o sorrateiro diabo tenta colocar em duvida a filiação de Jesus, ele pergunta com uma condicional: "Se és filho..." Ferir o Filho do Homem na sua humanidade na condição divina, pois a escritura diz que Deus te guardará com cuidado. É demoníaco quando na nossa fraqueza humana perdemos os referenciais divinos, querendo mais do que Deus já no deu do seu amor nos Deus... Exigir do seu poder mais do que os cuidados que nos dá a cada amanhecer... Tenta-lo no fundo do seu amor por nós já que nenhum fio de cabelo nosso cai sem que Ele permita, que mesmo caindo do penhasco mais alto, mesmo o sofrimento mais cruento não será nada diante do que Ele tem reservado para aqueles que sabem se relacionar com as coisas, com as pessoas e com Ele, o criador de todas as coisas, de todas as pessoas e de todos os aqueles que se sentem deuses.

Somos tentados a pensar naquela figura do diabo pictórico de rabo e chifre... Até duvido que alguém tenha coragem de se prostrar diante de uma figura dessas. Tudo aquilo que nos divide e nos transforma em coisas e nos separam das pessoas e de Deus isso é "o diabo" e pior: O diabo pode estar muito mais perto de nós do que nós imaginamos.

Autor: Padre Cícero Machado


Tags relacionadas: Padre Cícero Machado

Fotos

Rua Dr Afonso Canedo, 47 Muriaé - MG, 36880-000 - 32 3722-2363 | Todos os direitos reservados a Paroquia São Paulo

Todos os direitos reservados a